OITAVO DIA (2016)

Durante a minha pesquisa de mestrado, desenvolvi o trabalho em intitulado Oitavo Dia. Na mesa, temos a figura de Eva 2.0, um corpo de mulher a ser modelado, junto a 60 cartas de modificações corporais, moedas e 1 dado. 

 

Os jogadores competem para preencher 3 partes do corpo de Eva 2.0 com as cartas de modificações corporais. Dessa maneira, cria-se um ser único, com membros, torso e cabeça com formas ciborguianas, vegetais, animais e também alterações físicas encontradas em nosso cotidiano. Oitavo Dia parece uma ficção científica, mas como as produções desse gênero, a linguagem ficcional é utilizada como pretexto para se discutir questões e problemas contemporâneos.

Em 2016, Oitavo Dia foi um dos quatro trabalhos goianienses selecionados de um total de 701 inscritos para o 22° Salão Anapolino de Arte. Nessa exposição houve a visitação de 5 mil pessoas, dentre eles 1,3 mil alunos e professores da rede municipal de Anápolis. E no mesmo ano o jogo de tabuleiro participou da exposição individual "Gamearte: os jogos como linguagem artística” - IFG.